Por que investir em inovação pode ser um diferencial na gestão da indústria?

Você já ouviu falar em indústria 4.0, quarta revolução industrial e inteligência artificial? De longe, esses conceitos parecem complicados, mas eles significam, de modo geral, uma mesma coisa: a ampliação do uso da tecnologia e da inovação em diversos setores, inclusive na gestão da indústria, que vem ganhado novos contornos a partir desses conceitos, que trazem para dentro das fábricas robôs, softwares e outras ferramentas inteligentes capazes de prever erros e solucionar problemas antes mesmo que os gestores se deem conta deles.

Para se ter uma ideia, estima-se que o mercado de máquinas inteligentes esteja crescendo cerca de 20% anualmente. Esse crescimento, inclusive, motivou a criação do Projeto Indústria 2027, da Confederação Nacional da Indústria, um estudo que busca compreender as tendências e impactos trazidos pelas novas tecnologias no Brasil, além de preparar as indústrias brasileiras para essa nova realidade.

Essas novas tecnologias têm alcançado destaque em vários setores da indústria de bens e serviços pelo impacto que representam na redução de custos e no aumento da produtividade. Diante desse contexto, é impossível não pensar em como essas novas tecnologias podem fazer a diferença para alcançar bons resultados na indústria, não é?

Aplicar a inovação na gestão industrial é sinônimo de estar à frente da concorrência, de minimizar custos, expandir a produtividade e também de oferecer produtos inovadores aos clientes. A inovação, porém, pode ser mais do que apenas investir em um novo maquinário: ela está também na mudança de práticas e ideias.

 

Inovação na indústria como parte da política empresarial

Quando se fala em inovação, é comum pensar logo em robôs inteligentes capazes de automatizar toda a produção. De fato, isso é inovação, mas esse conceito pode e deve estar presente em todos os lugares da indústria, não apenas no que diz respeito ao maquinário.

Isso quer dizer que é preciso estar atento para que a prática da inovação seja como uma filosofia da empresa, ou seja, para que ela seja seguida por todos, dos funcionários do chão de fábrica aos líderes e gestores. Assim, a empresa poderá inovar em processos e práticas e obter o diferencial que procura.

Para isso, no entanto, é importante que líderes e gestores estejam habilitados a pensar a inovação estrategicamente e que também passem esse conhecimento ao restante da equipe. Afinal, não se pode colocar em prática a inovação nos processos produtivos de uma hora para outra. É preciso também investir em treinamento e formação para que todos os colaboradores da empresa possam caminhar juntos e deixar para trás velhos hábitos.

Nesse sentido, a busca pela inovação deve fazer parte da política empresarial. É só dessa forma que todos poderão trabalhar juntos, com o mesmo objetivo, e tornar ainda mais significativo o diferencial que a inovação pode trazer à gestão da indústria.

 

O diferencial promovido pela inovação na gestão da indústria

Nós já citamos que a inovação pode ter impacto positivo na indústria, mas do que estamos falando quando citamos esse diferencial trazido por ela e pelas novas tecnologias? Bom, se há duas coisas que os empreendedores gostam de ouvir, elas são redução de custos e aumento de produtividade — e a inovação é uma das formas de conseguir isso!

Ao optar por novos equipamentos, por exemplo, diversas despesas são reduzidas. Isso porque eles, geralmente, representam menos gastos com mão de obra, energia e matéria-prima, além de gerarem uma boa economia em relação à manutenção, se comparados com os equipamentos antigos.

Além disso, o novo maquinário pode oportunizar a produção de materiais mais inovadores do que aqueles produzidos por equipamentos fabricados há mais tempo, já que são equipados com novas tecnologias, normalmente mais adequadas às demandas da indústria.

A inovação se torna ainda mais importante quando, a partir da sua aplicação, proporciona também a manufatura de produtos inovadores, que atendem às expectativas dos clientes antigos e abrem portas para a chegada de novos clientes. Assim, além de ter menos custos e mais produtividade, o empreendedor que busca a inovação ainda está um passo à frente da concorrência que não possui esse diferencial.

O novo maquinário é apenas um dos casos que servem para demonstrar os diferenciais promovidos pela inovação, mas é possível inovar de diversas formas como, por exemplo, trocando a papelada que envolve a administração por um software que une em um só lugar as ferramentas necessárias para gerir todas as áreas da indústria, como o ERP Radar Empresarial, solução oferecida pela Pró-Data System’s.

Se isso é o que você precisa para dar o pontapé inicial em relação à inovação na sua empresa, entre em contato com a gente e tenha mais informações sobre como esta solução pode ajudar o seu negócio. E se você quiser saber mais sobre como melhorar a gestão da sua indústria, não deixe de fazer o download gratuito do e-book sobre os sete principais erros cometidos na gestão industrial. Basta clicar na imagem abaixo!

 

Gostou do post? Então aproveite para comentar aqui embaixo como você tem inovado no seu negócio! Estamos ansiosos para trocar experiências.

Dúvidas? Entre em contato agora mesmo

FALE COM NOSSOS CONSULTORES