Internet das coisas: oportunidades e desafios para a sua empresa

INTERNET DAS COISAS: OPORTUNIDADES E DESAFIOS PARA A SUA EMPRESA

Que a tecnologia já faz parte do seu dia a dia é uma obviedade, certo? Da hora que você acorda até a hora que vai dormir, passando pelo seu trabalho e pelo seu lazer, você provavelmente usa o smartphone e o computador para facilitar a sua vida, interagir com outras pessoas, ver filmes e séries, entre tantas outras coisas. Mas talvez você ainda não saiba que isso vai se tornar ainda mais intenso nos próximos anos, com a digitalização e conexão à rede dos seus móveis, imóveis e tudo mais que nos cerca, com altas doses de inteligência artificial. A isso damos o nome de internet das coisas (ou, em inglês, internet of things (IoT)).

Internet das coisas é um conceito. Ou seja, não é um produto ou um programa que será implantado nas coisas. A ideia é que objetos e sistemas comuns da rotina, que sempre funcionaram “off-line”, sejam pensados e construídos de uma forma mais “on-line”. Assim, o fogão, a geladeira e até o piso e as paredes de sua casa serão desenvolvidos para tornar a vida mais eficiente e confortável.

Apesar do nome, o conceito não depende apenas da internet. A conexão entre equipamentos, por exemplo, pode ser feita por ondas de rádio. Da mesma maneira que alguns aparelhos vão utilizar mais sensores e inteligência artificial do que a conexão on-line já utiliza. Nesse sentido, o termo internet das coisas serve como um grande guarda-chuva para descrever este novo mundo conectado e digital.

Mas, se os produtos serão assim, será preciso investir em inovação para criá-los, certo? Isso já está acontecendo e as empresas que não se planejaram para este momento estão atrasadas. Especialistas estimam que 20 bilhões de dispositivos baseados em IoT chegarão ao mercado até 2020. E cada vez mais novos produtos vão invadir o mercado, de modo que é preciso estar preparado para recebê-los.

Mesmo que algumas empresas não planejem oferecer produtos nesta linha, elas precisam se adaptar para lidar com este novo mercado. Independentemente da área de atuação, elas passarão pela revolução da chegada da internet às coisas.

Na sequência, veja algumas oportunidades e cuidados sobre os quais gestores devem ficar atentos nesses novos tempos.

 

Novos mercados

Como tudo vai ser afetado pela internet das coisas, certamente haverá mudanças nas dinâmicas econômicas e sociais. Alguns mercados serão criados, outros deixarão de existir e o restante será transformado – uns mais e outros menos. O empreendedor deve ficar atento às transformações para oferecer novos produtos e serviços nos novos cenários que surgirão. É a hora ideal para investir em criatividade, inovação e, acima de tudo, preparação.

Para citar um exemplo, com a expansão da digitalização e conexão de tudo, é muito provável que o mercado de servidores e de outros produtos da área de tecnologia se expanda consideravelmente. Outra oportunidade está na área da educação. Este novo mundo vai precisar de desenvolvedores para os programas da IoT. Quem atua neste mercado pode começar a planejar e oferecer cursos na área.

 

Cidades inteligentes

A internet das coisas não diz respeito apenas a produtos. Ela vai alcançar as cidades e os serviços públicos também. A iluminação pública, por exemplo, pode ser estruturada para utilizar mais ou menos energia elétrica, dependendo do fluxo de pessoas da região. Como este, há uma série de serviços que podem se valer da IoT para se tornarem ainda mais eficazes, como o transporte público, os semáforos inteligentes e os atendimentos em repartições públicas.

 

Segurança

A invasão de sistemas já é um problema para a internet das coisas. Este cenário, que ainda pode ser considerado muito novo, com vários aparelhos dentro das casas das pessoas ligados à internet, tornou-se um prato cheio para a atuação de hackers. As grandes empresas já estão se preparando para evitar os problemas e reduzir os riscos, mas quem decidir entrar nesse negócio deve estar atento.

 

Formação

Ninguém poderá entrar e muito menos se destacar nos novos mercados se não estiver preparado para a internet das coisas. Vale para empresas e profissionais. É preciso, portanto, buscar novas formações para garantir seu espaço e não ficar para trás quando a IoT for uma realidade no cotidiano da sociedade. E isso já está acontecendo.

Não basta, no entanto, apenas uma formação técnica. É preciso trabalhar a cultura da empresa e das pessoas para atuar em uma sociedade que será inteiramente transformada. É preciso contar com equipes criativas, propositivas e abertas à inovação. E se isso vale para os colaboradores, os gestores precisam estar abertos às ideias da equipe e às novas configurações do mercado.

 

Vendas e outras áreas

Engana-se quem pensa que apenas a parte tecnológica passará por mudanças a partir da internet das coisas. Todas as áreas de uma empresa serão afetadas, em especial aquelas que têm a ver com o comportamento do cliente. A IoT vai mudar o comportamento das pessoas e da sociedade, incluindo aí hábitos de compra e de consumo. Justamente por isso, setores como vendas e marketing precisam se adaptar com urgência aos novos tempos.

 

Prepare sua empresa para a internet das coisas!

Como vimos, a internet das coisas já é uma realidade e cabe aos gestores, principalmente, transformarem a cultura empresarial. Até porque pouco adianta investir em equipamentos de ponta se quem for utilizá-los permanecer apegado aos antigos modelos de análise e uso de dados para a tomada de decisão, não é verdade?

A boa notícia é que softwares que ajudam na gestão automatizada estão aí para auxiliar em tudo isso. Sistemas ERP, por exemplo, são capazes de garantir mais controle, agilidade e segurança na organização e na análise de dados, uma vez que integram em um mesmo espaço as informações sobre todos os setores de uma empresa.

Então, se você quer inovar e contar com a tecnologia para conquistar melhores resultados na sua empresa, fale com a Pró-Data System’s! Nossa equipe está à disposição para ajudar o seu negócio a se preparar para a internet das coisas e se manter à frente da concorrência.

 

Dúvidas? Entre em contato agora mesmo

FALE COM NOSSOS CONSULTORES